domingo, 19 de julho de 2020

E se as escolas voltam a fechar

Um manifesto dos professores do Grupo ICEM-Paris, como ponto de partida para reflectir sobre o futuro da escola [versão portuguesa de Luís Goucha]


Se, de há uns meses a esta parte, tudo o que aconteceu nas escolas foi novo, nunca vivido, amanhã já não teremos o alibi da novidade a desculpar-nos a insistência nos mesmos erros. Para evitá-los não há como reflectir sobre o modo como muitos de nós viveram a não-escola dos últimos meses. A reflexão realizada pelo Grupo ICEM-Paris, serve-nos neste propósito.

Sem comentários:

Publicar um comentário